O investidor e seu comportamento

O comportamento adotado pelo investidor na hora de aplicar o seu dinheiro é fundamental, e o hábito de adiar as decisões é muito comum e deve ser evitado!

Você faz parte do grupo de pessoas que sempre vão deixando as coisas para depois, sempre adia suas decisões e iniciativas? O fato de demorar para tomar decisões e sempre adiar momentos na sua vida, podem fazer com que você perca grandes oportunidades, e pode ser que algumas delas não voltem mais, por isso, é necessário mudanças quanto ao seu comportamento.

Adiar, apesar de ser um grande erro, é muito comum dentro do setor financeiro. Os investidores costumam procrastinar, até porque essa tomada de decisão envolve uma série de fatores e pode ser que muitos tenham dúvidas na hora de tomá-las. Dentre os fatores envolvidos nesse momento estão:

  1. Você precisa ter determinação e dedicação em todas as atividades que fizer;
  2. Talvez terá que abrir mão de algo hoje, para que amanhã tenha bons resultados e uma vida financeira livre;
  3. Para compor seu orçamento, a organização é de extrema relevância, e fazer um planejamento financeiro é um dos pontos primordiais na hora de investir;
  4. É importante que você estabeleça quais são os seus objetivos com muita clareza, assim saberá com mais facilidade como alcançar suas metas;
  5. Para que seu plano comece a ser executado, você precisa ter disciplina.

Quando falamos e analisamos todos esses fatores falados anteriormente, para que fique ainda mais claro, podemos fazer uma assimilação com a famosa dieta, pois ela e o planejamento financeiro são semelhantes nesses pontos, mesmo que eles possuam caminhos totalmente diferentes são muito comparados entre sí. Ambos necessitam de planejamento, disciplina e muita determinação para alcançar os objetivos estabelecidos, sendo que é fundamental definir o seu objetivo de vida.

Pare de adiar

O primeiro passo para evitar a procrastinação, é estabelecer uma lista de metas que você deseja cumprir e definir qual é o seu objetivo, principalmente se você estiver passando por um momento conturbado na sua vida financeira, que pode acabar gerando problemas maiores, como por exemplo se você possui dívidas em aberto está correndo o risco de se tornar negativado.

Sabemos que uma dieta é mais fácil de começar quando tem um propósito e um objetivo, por exemplo, “minha roupa favorita não cabe mais em mim, vou emagrecer para ficar belíssima nela de novo”, no planejamento financeiro existe a mesma dinâmica e funciona da mesma forma: não vou comprar esse objeto supérfluo hoje, pois posso guardar esse dinheiro para algo melhor amanhã.

Defina suas metas com características certeiras e que te façam não desistir do processo, mesmo parecendo complicado no começo, trará ótimos benefícios no futuro para você e para sua vida financeira. Outra coisa que pode te ajudar muito em todo esse processo é responder a perguntas que ajudam a definir quais são os seus objetivos, sendo elas:

  • O que estou planejando fazer com esse dinheiro? – seja específico;
  • Quanto preciso juntar para isso? – calcule;
  • Em quanto tempo posso alcançar essa meta? seja previsível.

Um dos fatores que influencia grandemente na hora de tomar decisões, quando falamos da nossa vida financeira, é a questão emocional que pode fazer com que adiamos ou mesmo que tomemos decisões erradas. A ansiedade acomete a maioria das pessoas no momento de investir o seu dinheiro, e ela pode gerar certa confusão e fazer com que você não avalie bem na hora de escolher qual a melhor forma de investir, por isso, sempre busque combater esse sentimento, e sinta-se livre para tomar as decisões corretas.

No nosso site temos um acervo de dicas para que você possa começar a investir o seu dinheiro de forma consciente e positiva, não fique de fora e venha conferir. Veja.