A indústria 4.0 chega ao Brasil

Durante o Fórum Econômico Mundial, o Brasil anuncia a criação de um núcleo para a nova forma de indústria, a Indústria 4.0. Vamos explicar melhor o que será a Indústria 4.0 e quais impactos ela poderá causar na economia do país, para que você fique por dentro de todos os detalhes!

União entre o Fórum Econômico Mundial e o Brasil

O Fórum Econômico Mundial nada mais é do que uma organização estrangeira que é responsável pela elaboração de reuniões entre os principais e maiores líderes do mundo, envolvendo empresários, investidores e economistas.

O Brasil anunciou recentemente que haverá a instalação de um centro de pesquisas e estudos direcionados para a indústria 4.0 no país. O núcleo que será criado terá como intuito principal adotar novos meios tecnológicos que ajudarão a inserir o Brasil dentro das cadeias globais, permitindo uma maior concorrência e produtividade das empresas presentes no país, sendo essas informações de acordo com Ministério da Economia.

Participarão da reunião que será realizada na Suíça o atual governador do estado de São Paulo, João Doria, e Carlos da Costa, secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia

A indústria 4.0

Você se lembra das aulas de história em que eram citadas as primeiras revoluções industriais? Então, vamos falar sobre cada uma delas para que você relembre e entenda melhor como irá funcionar a Indústria 4.0.

A primeira revolução ocorreu na metade do século 18, e entre as suas principais invenções podemos citar a máquina a vapor, utilizada na produção têxtil, fabricando fios e tecidos. Toda essa evolução e processo geraram mudanças significativas para a economia mundial e principalmente na vida das pessoas que viviam naquela época, até porque surgiram novas profissões e oportunidades de emprego de acordo com as novas demandas que surgiram em decorrência da revolução.

A segunda revolução ocorreu por volta do século 19 e 20, e nessa época foram criados e comercializados produtos inovadores, como os televisores, rádios, automóveis e aviões, o que trouxe uma nova era mundial e melhorou  imensamente a qualidade de vida das pessoas. 

A terceira revolução foi marcada pela economia internacional que sofreu profundas mudanças devido à segunda guerra. Nessa fase, surgiram novos processos tecnocientíficos que promoveram a união entre diversas áreas, como ciência, física e produção.

Através do processo e revolução que a indústria passará atualmente, ela será considerada como próxima revolução, ou seja, a quarta revolução industrial ou indústria 4.0, que terá uma força mais intensa e exponencial através da junção de meios tecnológicos que proverão a união do mundo biológico, físico e digital.

As tecnologias envolvidas

Dentre as tecnologias que estão envolvidas na indústria 4.0, podemos destacar a internet das coisas, que é quando a indústria utiliza da inteligência artificial disponível para que os objetos se comuniquem através da internet, além da manufatura aditiva, a inteligência artificial, entre diversos outros meios que permitirão a comunicação entre o mundo biológico, físico e digital.

GTI

Com o objetivo de elaborar uma nova proposta de agenda nacional vinculado a esse tema, o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) fundou o Grupo de Trabalho da Indústria 4.0 (GTI).

Mais de 50 instituições representativas como empresas, sociedades civis, governo, entre outros, fazem parte deste grupo. Nele, são realizados discursos e debates a respeito das perspectivas para a nova indústria no país, onde são abordados temas importantes de serem ressaltados como as prováveis mudanças no mercado do trabalho, nas fábricas, tecnologias, entre outros assuntos que falam sobre as diversas áreas que influenciam a nossa sociedade e o nosso dia a dia.

A quarta revolução e a sua importância 

Atualmente a situação econômica do Brasil tem trago grandes desafios e dúvidas para a chegada dessa nova indústria, mas essa quarta revolução está sendo vista como uma grande oportunidade para que o Brasil melhore em diferentes setores e aspectos.

O que esperar da indústria 4.0?

Essa nova indústria fornece esperança de mudanças e desenvolvimento nos setores industriais, gerando grandes impactos, aumento da produtividade e redução de gastos.A previsão é que cerca de R$73 bilhões sejam reduzidos anualmente quando a indústria tiver essa nova imagem e seu conceito mudado para indústria 4.0, provocando uma imensa redução dos gastos com a indústria em todo o país, o que promoverá uma diferença significativa no cenário econômico do Brasil.

Com essa nova modalidade industrial os meios tecnológicos serão incorporados às indústrias convencionais, permitindo a conexão de diversos sistemas. Apesar da indústria 4.0 ser um grande desafio para o Brasil, ela também será uma grande oportunidade que deve ser abraçada, uma vez que os investimentos que forem feitos em meios tecnológicos poderão trazer um enorme aumento na competitividade da indústria brasileira. Assim, essa nova forma de indústria poderá trazer um grande diferencial e diversas vantagens para o país, nos mais variados setores industriais.